Natália Bonavides

Gleisi: Lula pode e é nosso candidato. Vamos lançá-lo dia 9!

Da Redação da Agência PT de Notícias com Instituto Lula

No dia em que a prisão política e arbitrária do presidente Luiz Inácio Lula da Silva completa 50 dias, diversas cidades brasileiras realizaram neste domingo (27) o aquecimento da pré-candidatura deLula à Presidência da República.  A presidenta do PT, senadora Gleisi Hoffmann, fez um balanço sobre os atos que ocorreram nas capitais e em centenas de cidades do país.

“Os atos por Lula aconteceram em todo o Brasil. Isso mostra a vitalidade de nossa militância e a vontade de ter Lula presidente novamente! Queremos Lula pra tirar o país da crise. Lula pode e será nosso candidato. Dia 9 será o grande ato nacional de lançamento”, afirmou Gleisi.

A presidenta destacou que só com a retomada da democracia o povo brasileiro voltará a fazer parte da agenda pública e do orçamento nacional, assim como foi nos governos do PT. “Democracia não admite vetos, requer disputa”, disse Gleisi.

Na pauta das mobilizações, diante de um país que vivencia o caos da política de desmonte de direitos instaurada por um governo ilegítimo, um desejo em comum: que o maior líder das pesquisas eleitorais assuma o comando do Brasil outra vez e devolva ao povo o direito de sonhar com uma vida mais digna.

Em Curitiba foram realizados atos durante todo o dia, na parte da manhã o Largo da Ordem, no centro da capital, se coloriu de vermelho em um bandeiraço que reuniu militantes, apoiadores de Lula, lideranças políticas e representantes dos movimentos sociais.

À tarde, a Vigília Lula Livre recebeu centenas de pessoas em um ato político marcado pela defesa do ex-presidente Lula e dos direitos dos trabalhadores. Moradores do entorno da Polícia Federal também deram seus depoimentos durante o ato em apoio à resistência que dura 50 dias ininterruptos.

Em São Paulo, o ato foi realizado no Diretório Municipal do PT e contou com a presença da ex-ministra das Mulheres, Eleonora Menicucci, da vereadora Juliana Cardoso (PT-SP) e do presidente da CUT Nacional, Vagner Freitas.

“O Brasil precisa de Lula. Ele está preso porque não concorda com a entrega dos bens nacionais. O país precisa voltar a crescer e Lula é a liderança para conduzir a retomada de crescimento. Ele é inocente e será o nosso presidente”, reforçou Vagner.

Para a ex-ministra Eleonora, somente Lula poderá resgatar e consertar o país. “Não sairemos das ruas enquanto Lula não for solto”, afirmou.

No Rio de Janeiro, o líder do PT no SenadoLindbergh Farias, participou do ato quando destacou que Lula é o plano A, B e L do Partido dos Trabalhadores. “Eles queriam que a gente desistisse de Lula, que pensássemos em Plano B. O futuro é incerto, mas com certeza a luta vale a pena e vamos até o fim com Lula. Quando falei com ele em Curitiba ele me disse que tem cada vez mais certeza que foi preso por que permitiu ascensão das classes mais pobres”.

O líder do PT na CâmaraPaulo Pimenta, participou de uma marcha em Brasília que percorreu o Eixão Sul. “Com ousadia e coragem vamos reconstruir o Brasil! Vem com a gente, vem com Lula”, disse o parlamentar que se emocionou diversas vezes durante o ato.

Líder em todas as pesquisas eleitorais, Lula é o escolhido do povo para assumir a Presidência da República e ele segue como candidato e será registrado no dia 15 de agosto. Os atos deste domingo (27) mostram como o povo está nas ruas em defesa de Lula e segue denunciando a injustiça cometida contra ele.

 

Comentários

Nas redes sociais

Participe do nosso mandato. Interaja conosco nas redes sociais. Nos ajude a fazer uma Natal melhor.

TV Câmara Natal

Receba as notícias do mandato de Natália Bonavides

* obrigatóro