Deputada Natália Bonavides será integrante da CPMI das Fake News

A deputada federal Natália Bonavides (PT/RN) será suplente na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News. A Comissão foi instalada hoje no Congresso Nacional, tendo como presidente o Senador Ângelo Coronel (PSD-BA) e Relatoria da deputada Lídice da Mata (PSB-BA).

A CPMI vai investigar a criação de perfis falsos para influenciar as eleições de 2018, ataques virtuais contra a democracia, além de outros crimes contra a ordem pública. Sendo composta por 15 senadores e 15 deputados titulares e igual número de suplentes.

“Quero me somar as colegas e aos colegas que concordam que esse é um tema absolutamente importante, é um tema que tá na ordem do dia não só no Brasil, mas no mundo inteiro. Existe o reconhecimento da comunidade acadêmica, científica, política e jornalística de que não podemos ignorar como as novas tecnologias amplificaram a massificação de mentiras e isso tem interferido sim na nossa democracia nos períodos eleitorais”, declarou a parlamentar.

O trabalho da Comissão será fundamental para a ampliação do debate sobre como as novas tecnologias permitem a massificação da desinformação. Natália destacou também sobre a importância da atuação do Congresso Nacional nessa pauta: “Não haveria como Câmara e o Senado ficarem alheios a um tema que tem estreita relação com a nossa democracia. Eu acho que essa Comissão tem um papel importantíssimo, não podemos fugir desse debate e não fugiremos”.  

Uma CPMI atua na investigação de fatos com relevância pública que interfiram na ordem legal, social, econômica ou política do país, e deve tirar das investigações proposições que restabeleçam a ordem novamente.

 

 

 

 

,

 

Natália Bonavides

Comentários