Demissão de servidoras e servidores da DATAPREV

Nessa quarta-feira, dia 8, a direção da DATAPREV – Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência – anunciou a demissão de 493 trabalhadores e trabalhadoras. Esse número corresponde a 15% de seu efetivo.

Além das demissões, a empresa estatal está encerrando as atividades em 20 estados.

Assim como outras empresas públicas, a DATAPREV entrou no projeto de desmonte do estado brasileiro, implementado por Bolsonaro e Paulo Guedes.

A DATAPREV é responsável por processar 34,5 milhões de benefícios previdenciários, correspondendo a cerca de 550 bilhões de reais ao ano, representando 8% do PIB brasileiro.

É um empresa lucrativa. Em 2019 faturou R$ 1,6 bilhão, sendo R$ 170 milhões de lucro.

Em novembro de 2019, alertamos, em um pronunciamento na Câmara Federal, que a privatização de empresas de processamento de dados como a DATAPREV e a SERPRO podem provocar a interrupção de serviços essenciais ou deixar a população refém de um monopólio privado que poderá cobrar preços abusivos.

Além disso, a privacidade dos dados da população brasileira estará ameaçada e esses dados poderão ser usados por empresas do mercado privado.

A quem interessa isto?

Estamos do lado dos trabalhadores e trabalhadoras das empresas públicas de processamento de dados na luta contra esse absurdo.

Natália Bonavides

Comentários